Corrente de Reviews – Mahou Shoujo Lyrical Nanoha

NanohaOlá pessoas lindas do meu S2! Faz muuuuuiiiiiiito tempo que eu não posto nada, mas não quer dizer que não estou trabalhando. Estamos desenvolvendo um novo projeto e por isso a demora em postar. Mas, enquanto vocês esperam, fiquem com meu post para a Corrente de Reviews do amiche Diogo Prado (@didcart) do blog Anikenkai. E vamos as minha impressões sobre Magical Girl Lyrical Nanoha. Sinopse

Takamachi Nanoha é uma garota de 9 anos de idade que recebe uma mensagem telepatica de um jovem mago de outro planeta (ou dimensão) e passa a ajuda-lo em sua busca pelas Jewel Seeds. Nessa busca ela entra em confronto direto contra outra garota, Fate, que também quer reunir as Jewel Seeds.

Mais um clichê

Sou uma pessoa que não tenho lá muitos problemas com clichês, mas Nanoha extrapola minha paciência. O anime é baseado em uma novel (que eu não me dei ao trabalho de ler já que era só para assistir aos 12 episódios da primeira fase do anime), mas parece mais uma releitura de outro grande Mahou Shoujo: Sakura Card Captors. As semelhanças entre as duas series são visíveis e beiram o plagio.

Nanoha, Fate e Arf

Nanoha, Fate e Arf

A historia começa quando o mago Yuuno vem a Terra em busca das Jewel Seeds (JS), joias magicas que ele descobriu em suas escavações (sim, ele é um mago de 9 anos de idade, ou quase isso, que também é um arqueólogo) mas que acabaram se espalhando pela terra. Até ai tudo bem. Então ele se mete numa encrenca com uma das JS, que toma a forma de um monstro, e acaba muito ferido. Num ato de desespero, ele emite um S.O.S. telepático que é captado por nossa jovem protagonista, Takamichi Nanoha, que resolve ajudar o nosso maguinho-arqueólogo a encontrar as JS. E é ai que eu começo a ver os problemas. Tudo que acontece a partir dai, é uma cópia de tudo que ocorre em Sakura Card Captors (SCC): ela usa um baculo, uma roupa enfeitada, tem um bichinho fofinho que fala (no caso é o Yuuno que se transforma para poupar energia (?)), uma rival que é mais forte que ela e amigas da escola que não fazem ideia do que se passa.

moe206481320mahou_shoujo_lyrical_nanoha20mahou_shoujo_lyrical_nanoha_a27s20takamachi_nanoha20yuuno_scrya

Takamichi Nanoha e suas duas roupinhas lindas. (E o Yuuno em sua forma “econômica”)

Achei tudo isso muito, mais muito parecido mesmo com SCC. Temos também pontos pouco explorados no anime, como por exemplo o episodio em que eles vão para umas fontes termais e em determinado momento os pais da Nanoha estão conversando sobre algo que parece importante, mas é sumariamente ignorado durante o resto do anime. Lembrando que, como só vi a primeira temporada, isso pode ter sido desenvolvido mais adiante, o que não diminui a minha frustração. Tudo aconteceu muito rápido e não houve muita explicação sobre nada nos 13 episódios que eu assisti. Não entendi o que são as Jewel Seeds e nem como, exatamente, elas foram parar na terra. Acho que o anime poderia ter inserido essas informações ao longo dos episódios, mas não, eles simplesmente ignoraram tudo e correram para contar um historia das mais batidas, com uma vilã que tinha uma motivação tão clichê quanto as roupas dela.

Olha que roupinha mais linda da Precia Testarossa.

Olha que roupinha mais linda da Precia Testarossa.

Mas uma coisa que me deixa realmente zangado é aquela Fate. Ela é mais experiente em magia que a Nanoha, tem a Arf para ajudar, e mesmo assim ainda é subjugada por uma iniciante que nem ao menos sabe o que está fazendo. Isso sem contar na total falta de percepção da protagonista em identificar o seu parceiro como sendo do sexo masculino, coisa que ela só descobre lá pelo episodio 8.

Enfim, não é um anime que me animou muito a ver suas continuações, mas tem suas coisas legais.

Originalidades

Mesmo com muita coisa parecida com SCC, Nanoha não é uma serie ruim, tem até suas coisas interessantes. Gosto da Agencia de Controle do Espaço-Tempo, gosto da preocupação das amigas da Nanoha quando percebem que ela está passando por algum problema, são coisas pequenas, mas que me fizeram suportar até o fim os 13 episódios do anime.

Outra coisa que eu gostei bastante em Nanoha, foram as musicas. A trilha sonora do anime é bem legal e leve, e o tema de abertura é meio que viciante. Gosto também da animação da obra, tem uma estética bonita e bem trabalhada.

Para fechar, Nanoha é um anime que vai encher os olhos de quem gosta de ver garotinhas bonitinhas explodindo coisas (e umas as outras) enquanto lutam por um grande ideal de justiça e paz.

Bem pessoas, é isso. Gostaria de ter tido tempo para fazer esse post em video, mas muita coisa aconteceu e acabei não conseguindo. Agora continuando a Corrente de Reviews, indiquei para o pessoal do Paradise Gekigá o mangá Jisatsu no Circle (O Clube do Sucidio), um dos primeiros mangás que li online e do qual eu gostei muito.

Me sigam nas redes sociais:

Twitter: @AzraelLima

Facebook: Azrael Lima

Pagina do SHT: Super Hero Taisen

You Tube: Azrael Lima

Anúncios

4 comentários em “Corrente de Reviews – Mahou Shoujo Lyrical Nanoha

  1. E aí Azrael!

    Tenho pra mim que se não estivesse comentando em todas postagens,não procuraria pela sua postagem escondida num labirinto de falta de dados e
    desatualizações.Apenas lembrava de tua morada antiga,coisa que não quero entrar em detalhes para evitar esse rótulo,mas não ligava muito o nome à pessoa.

    Mahou shoujo reunindo itens é irmão com Sakura Card Captors(Se me lembro,todas as outras enumerações comparativas são padrões de Mahou Shoujo) com início mais às claras(Só não tão cedo surge,como com o rival mais forte como o Shoran Li e ela seria mais tapada que “minha amiga Sakura”).E nem acho que as (aparentemente a maioria)pessoas queiram saber assuntos relacionados às indicações.

    E por todas suas divagações,detalhes são seus pecados e milagres.Sendo a abertura cantada por Nana Mizuki que me soa um pouco como Sae em “Romantic Chaser” de Izumo~Takeki Tsurugi no Senki~,ambas legais ao seu modo Pop de ser.

    E por fim,uma boa divisão de subtítulos no texto e uma boa música indicada.Mas como acabei falando no início,foi tenso achar esse post.

    Até…

  2. Tenho que lhe dizer, caro amigo, que esses pontos em comum entre sakura e nanoha são os top cliches de mahou shoujo. qualquer anime desse genero (é obrigado) a ter no minimo, tudo isso ai.
    por isso que eu não sou fã desse genero de anime

  3. Eu amo Card Captor, mas sinceramente a Clamp tambem pega varios cliches de outros animes… Nanoha por mais parecido que os primeiros episódios possam parecer (tbm tive a impressão de uma copia mal lavada de CCS no começo) toma um rumo bem diferente no passar dos episódios, a segunda e terceira temporada mudam tudo fazendo ele se tornar diferente dos demais. Os cliches de Mahō shōjo sempre vão fazer lembrar para o bem ou para o mal de CCS, ou de Sailor Moon, ou de Rayearth (não nessa ordem) nunca vai fugir muito disso na verdade ai que esta o charme de Mahō shōjo,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s